Bons Meninos lidera a bilheteria do final de semana e se torna a comédia mais lucrativa do ano

O filme Bons Meninos (no original, Good Boys), produzido pela Universal, está dominando a bilheteria dos Estados Unidos e superando as expectativas para ele. Atualmente, a produção já arrecadou o equivalente a US$ 21 milhões (R$ 84 milhões) somente em seu fim de semana de estreia.

De acordo com o site Box Office Mojo, o filme em questão custou US$20 milhões e, somente com o seu rendimento doméstico, já pagou os seus custos de produção, podendo ser considerado um sucesso.

Atualmente, a produção está sendo exibida em 3204 salas norte-americanas. Os números conquistados por Bons Meninos podem ser considerados uma vitória não somente para a produção, mas também para o gênero em que se insere, uma vez que as comédias não têm apresentado bilheterias muito altas em relação a outros gêneros. Por se tratar de uma produção original, a vitória merece ser ainda mais celebrada.

O impacto dos números se torna ainda mais relevante quando se pensa que a história dos Meninos do Saco de Feijão, apelido do trio de amigos presente na produção, possui classificação R, ou seja, só é permitida a entrada de pessoas maiores de 17 anos. Quem possui idade inferior e deseja acompanhar a trajetória dos meninos, precisa ir ao cinema acompanhado por seus pais.

Por se tratar de um coming-of-age, filme que fala a respeito do amadurecimento de seus personagens, de três garotos que acabaram de chegar na sexta série, talvez, adultos não possuíssem tanto interesse assim na produção de Seth Rogen e Evan  Goldberg, responsáveis também por Superbad – É Hoje, filme que se insere no mesmo gênero que Bons Garotos.

Entretanto, de acordo com o site The Hollywood Reporter, é possível afirmar que cerca de 70% da bilheteria conquistada pelo filme em sua estreia pode ser vinculada a pessoas cuja idade está entre 18 e 34 anos.

A respeito da “fórmula para o sucesso” de suas produções, recentemente Seth Rogen falou a respeito da tática adotada por ele. Nesse sentido, ele destacou que nunca deixa o orçamento extrapolar os 20 ou 30 milhões de dólares.  Dessa maneira, se torna mais fácil de arrecadar o esperado somente em bilheteria doméstica.

Além disso, o orçamento mencionado por Rogen pode ser considerado baixo para estúdios grandes como a Unviersal, responsável por Bons Garotos. Assim, usando o referido orçamento em sua produção, o que você está fazendo não chamará tanto a atenção dos executivos do estúdio, uma vez que um potencial fracasso não representará uma perda tão grande de dinheiro. E, caso você consiga algum êxito comercial, todo mundo fica satisfeito.

Seth ainda destacou que, por vezes, se encontra com alguns dos seus amigos da indústria cinematográfica cujos orçamentos extrapolam os 30 milhões de dólares e os agradece por poder fazer o que deseja, uma vez que ele não é uma “dor de cabeça” para os estúdios.

Ainda como forma de demonstrar os feitos alcançados pelo filme em seu final de semana de estreia, se mostra válido ressaltar que o primeiro lugar na bilheteria representa o primeiro conquistado por uma comédia em três anos. Antes disso, somente A Chefa, produzido em 2016, havia conseguido atingir a primeira colocação em sua estreia. A Chefa também foi considerada a melhor bilheteria de uma comédia em 2016.

Ao redor do mundo, Bons Garotos também não fez feio. O filme conseguiu arrecadar em seu primeiro fim de semana US$2,1 milhões (R$8,4 milhões). Com isso, a bilheteria total da produção dá um salto para US$23,1 milhões (RS$92,5 milhões).

O sucesso da comédia marca uma dobradinha para a Universal no ranking das principais bilheterias, uma vez que o estúdio também conseguiu emplacar Velozes e Furiosos: Hobbs &  Shaw, que na semana anterior (a sua terceira nos cinemas) havia arrecadado US$14,1 milhões (R$56,4 milhões). Atualmente, Velozes e Furiosos totaliza US$133 milhões (R$532 milhões) somente em arrecadação doméstica.

 

Escrito por Welhyngton Ribeiro

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.