Brasil tem previsão de iniciar a vacinação contra a Covid-19 em janeiro, mas apenas em um estado

A população brasileira espera ansiosa para que a vacina seja disponibilizada para toda população.

O governador de São Paulo garantiu que a população desse estado começará a receber a vacina contra a Covid-19 já a partir de janeiro, João Dória aproveitou para cobrar do presidente, ‘juízo e competência’ para que o restante do país também receba o imunizante contra o novo coronavírus.

Doria quer que o Ministério da Saúde comece já nos próximos dias o programa nacional de imunização, mas, na verdade, a previsão é para que o restante do Brasil comece a receber a vacina somente em março de 2021 e mesmo assim, seria apenas para as pessoas dos grupos de risco.

Na manhã desta quinta-feira (03), chegou um lote de insumos para que a CoronaVac seja produzida em São Paulo. Essa vacina é desenvolvida pelo Sinovac Biotech, um laboratório chinês que tem parceria com o Instituto Butantan.

De acordo com o governador de São Paulo, serão 46 milhões de doses dessa vacina já disponíveis na primeira quinzena de janeiro, mas o imunizante será distribuído apenas para os moradores do estado.

Mas o Ministério da Saúde tem planos de iniciar a vacinação no Brasil em março do ano que vem, mas esse processo será dividido em quatro etapas, começando por aqueles que trabalham na área de saúde, depois serão vacinados os idosos acima de 75 e aqueles de 60 que moram em asilos, para depois imunizar a população indígena.

Doria criticou o presidente e disse que muitos brasileiros irão morrer com essa demora para distribuir a vacina contra a Covid-19 para toda população.

Escrito por Russel Morais

Escrevo notícias sobre o mundo dos famosos, os últimos acontecimentos do Brasil e no mundo, além de curiosidades, dicas, economia, tecnologia.