Cauã Reymond relembra cenas de amor com Matheus Nachtergaele e declara: “Tem pegada”

Ator relembrou cenas de sexo protagonizadas com Nachtergaele e exaltou a performance do colega

Recentemente o ator Cauã Reymond aproveitou para poder elogiar as cenas de sexo que fez com Matheus Nachtergaele no filme “Piedade”. O ator fez muitos elogios ao colega de trabalho por sua performance nas cenas específicas do longa. Cauã declarou que Matheus ‘é um tubarão’ no filme e que ele tem pegada em todos os sentidos da palavra e que tem pegada com todos os personagens do filme.

A declaração de Cauã foi feita para os jornalistas durante a exibição do filme durante o “Festival de Cinema de Brasília”. Posteriormente a declaração feita pelo ator foi reproduzida pelo “Extra”.

No filme em questão, dirigido por Claudio Assis, Cauã é o dono de um cinema de filmes pornô. Apesar da cena com Matheus e Cauã não contar com nu frontal, os dois aparecem nus na cena e trocam carícias.

Ao ser questionado a respeito do filme, Cauã ainda declarou para os jornalistas que estavam presentes no local que “tesão não tem cara, não tem motivo” ele ainda completou a frase esclarecendo que muitas das vezes você pode sentir tesão por uma pessoa simplesmente pela forma como ela mexe a mão.

O filme levanta discussão a respeito de vários temas atuais, e conta com a atuação dos dois atores já citados, e também de Fernanda Montenegro. A história se passa em uma cidade do litoral do Nordeste que está passando por uma alta especulação imobiliária.

Uma empresa petrolífera chega a cidade e tenta expulsar os moradores do local para poder explorar os recursos naturais da cidade. Além de falar sobre o meio ambiente, exploração natural e alta no setor imobiliário, o filme também trás pautas LGBTQ+ de uma forma bastante natural e empoderada.

Não esqueça de deixar o seu comentário. Ele é de grande importância para toda a nossa equipe e sempre contribui para o diálogo de temas com maior relevância para nossos leitores.

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.