Conheça a mãe que tirou a vida do próprio filho por ele ser gay

Ela disse que não aguentava mais ele levando homens para casa e usando drogas

Nos últimos tempos temos presenciado vários tipos de crimes, e um dos mais “comuns” (infelizmente) tem sido os homicídios, todos que chocam o Brasil e o mundo. São crimes muitas vezes sem qualquer motivo, se é que existe motivo para se matar alguém…! Mas o fato é que as pessoas tem se tornado intolerantes demais, as vezes por uma simples discussão por política, time de futebol, brincadeiras de maú gosto, religião, sexualidade, em fim, acaba-se tirando a vida de uma ou mais pessoas.

Neste caso uma mãe (Tatiana Ferreira Lozano Pereira) matou o filho Itaberli Lozano, um jovem de apenas 17 anos de idade, e o motivo seria por homofobia, por ela não aceitar a homossexualidade do garoto. O crime aconteceu na cidade de Cravinhos, em São Paulo.

A mãe que foi capaz de cometer uma barbaridade desta com o próprio filho contou com a ajuda de mais duas pessoas, ele torturou o garoto, o matou a golpes de faca, e depois pediu para um dos cúmplices para desaparecer com o corpo do jovem, que posteriormente foi incendiado em um canavial da cidade.

Esta foi a foto do último natal que o jovem postou e disse: “família em primeiro lugar”, mal sabia ele que seria morto pela própria mãe.


O crime aconteceu em 2016, mas somente nesta quarta-feira (27) ela foi condenada pelo tribunal do juri a 25 anos de prisão. Os outros dois envolvidos pegaram pouco mais de 21 anos.

É triste os rumos que a humanidade tem tomado, e como o próprio Sr Jesus Cristo alertou na sua palavra, os últimos dias serão ainda piores. Ele disse que veríamos pais contra filhos e filhos contra pais…!

As pessoas possuem o direito de discordar umas das outras por quaisquer motivos, até mesmo pela opção sexual de cada um, mais o que não pode é transformar isso em ódio a ponto de tirar a vida da outra pessoa apenas pelo fato de ela não ser o que você acredita que ela deve ou não ser. Cada um tem o direito de escolher para si a vida que deseja, obviamente algumas escolhas geram consequências muito ruins, mas se o próprio Deus fez o ser humano livre para escolher, porque outro ser humano vai querer mudar isso através da violência? E neste caso por ser a própria mãe é ainda mais chocante.

Via: msn.com

Escrito por A L Araujo

Sou um escritor de notícias que pauto meu trabalho pela ética, e busca pela veracidade dos fatos. Para que assim os meus leitores possam estar sempre muito bem informados com notícias, fatos, e curiosidades sempre verdadeiras.