Depressão pós-parto: após perder a mulher, homem cria centro de ajuda

Homem cria centro de ajuda para mães que sobre de depressão pós parto, depois que sua esposa tirou a vida por causa da doença.

No tempo em que escutou dos clínicos que a mulher ficaria bem, Steven não supunha que a menina cresceu sem mãe. Atualmente ele ajuda mulheres na mesma situação

O norte-americano Steven D’Achille tem só um arrependimento: ter dado ouvidos aos médicos que disseram que sua mulher ficaria bem. “Era o começo do fim”, falou ele ao Today Parents.

Depois de muitas crises psicóticas em decorrência de uma grave e rara forma de depressão pós-parto, esposa, chamada Alexis, tirou a própria vida, deixando Steven e a filhinha Adriana, com só seis semanas de vida.

Consciente de que ele e a filha não eram os únicos que perderam um fundamental base da família para a depressão pós-parto, Steven resolveu construir uma constituição sem fins rentáveis indicada a cuidar de acordo com o problema e auxiliar outras mulheres na mesma situação.

“Eu quero resolver o problema”, falou ele. “Minha filha não é a única criança sem mãe e eu não sou o único marido sem esposa”.

Atualmente o Centro Alexis Joy D’Achille de Saúde Mental Perinatal adota um programa terapêutico excepcional para cuidar a depressão pós-parto, com consultas terapêuticas entre mamãe e bebê, ioga e espaço para amamentar.

Depois sobreviver à tragédia, Steven atualmente se dedica à clínica e à criação de Adriana, hoje com seis anos.

Mesmo assim, ele segue com a lembrança da esposa da melhor forma que conseguiu

“Ela ficaria bem orgulhosa”, falou ele. “Penso na vida dessas crianças, uma vida normal, por causa dos serviços que oferecemos”.

Depressão pós-parto: principais sintomas

Mudanças de humor

Ansiedade

Tristeza

Irritabilidade

Sensação de cansaço e exaustão

Choro fácil

Concentração reduzida

Problemas de apetite

Problemas para dormir

Afastamento da família e dos amigos

Medo frequente da mulher não ser uma boa mãe

Sentimentos de inutilidade, vergonha, culpa ou inadequação

Diminuição da capacidade de pensar com clareza, concentrar-se ou tomar decisões

Ansiedade grave e ataques de pânico

Pensamentos relacionados a prejudicar a si mesma ou ao bebê

Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio

Depressão pós-parto não é brincadeira, precisa ser cuidado o mais rápido possível, assim que notar os primeiros sintomas, com a ajuda de um profissional(psicólogo)

Antes que o caso se evolui e leve a mãe a tirar sua própria vida.

O site tem como objetivo  levar ao seu publico noticias reais.

Escrito por Hosana Oliveira

Redatora de notícias do meio cristão e atualidades da nossa sociedade. Buscando trazer sempre o melhor conteúdo para nossos leitores.