Em SP, agressor cria cilada, espanca e enforca mulher, Leia;

Situação foi denunciada na Delegacia de Eldorado e mulher conseguiu medida que mantém o monstro longe

Uma mulher de apenas 27 primaveras, foi horrivelmente violentada por alguém que se dizia ser seu “companheiro”, de aproximadamente 36 anos de idade, que criou uma cilada para a mesma, na sua própria residência, em SP.

Sendo entrevistada pelo G1 neste dia 10/11/2019 (Domingo) a jovem que achou melhor não se revelar, confessou que não foi só uma vez que o agressor a violentou e disse também que eles ficaram separados por um tempo e retornaram a relação há aproximadamente 4/5 meses.

A jovem disse que quase sempre era violentada, e que o monstro gostava de controlar os passos dela. O problema todo ocorreu em uma comemoração entre amigos, próximo a sua residência, em um certo momento, uma amiga se desentendeu com o esposo e o casal foi levar a amiga em casa, portanto a moça que foi agredida não queria deixar a amiga sozinha e sugeriu que o agressor ficasse também, mas ele se recusou permanecer no local e seguiu seu destino.

As meninas tomaram a decisão de ir até a casa da mãe de uma delas, porém no meio do percurso encontraram o monstro que agrediu a esteticista de 27 anos.

” Quando o encontramos, ele já estava muito nervoso, e então a mandou pegar os pertences que estava dentro do carro. Quando fui pegar ele me agrediu com um soco na boca e em seguida desceu do carro me ofendendo com palavras.” disse. Depois de ser agredida ela foi correndo para a casa de seus pais para fugir do agressor.

“Para ir até a casa de minha mãe, eu passo pela minha, então decidi passar em casa para pegar a chave, pensei que ele não estava no local porque o carro não estava na garagem, mas quando entrei ele disfarçou estar adormecido, porém quando entrei e as luzes se ascenderam, o vi deitado e ainda tentei sair, mas não consegui, ele me puxou por trás e me.jogou contra o chão, ficou por cima de mim e me deixou sem conseguir me movimentar e me agrediu muito, em alguns momentos ele me enforcava, mas me dava muitos socos no rosto também.”

a jovem ficou toda marcada, ela ainda contou que tinha um parente do agressor dentro da residência que não fez nada, em seguida a vítima foi até às autoridades na Delegacia de Eldorado para fazer a denuncia e a polícia tomou uma medida protetiva foi expedida contra o monstro.

Ela ainda disse que o agressor ainda enviou notificações por mensagem para que ela não continuasse com a denúncia e a pediu para que retirasse qualquer denúncia, “isso que aconteceu, não foi só uma agressão, esse homem iria tirar minha vida, tenho pavor dessa pessoa, estou certa de que ele pode querer vim atrás de mim, pode demorar um pouco, mas ele vai vim.”

Outra agressão

A agressão inicial, foi a aproximadamente 18 meses. Naquele tempo, eles não tinham vínculo, então o agressor se esbarrou com a moça em um local público e ficou enciumado por algum motivo, “ele me agrediu e tentou me enforcar” ela fez a denuncia e pediu proteção sobre a lei, mas retirou a queixa quando reatou o namoro.

Escrito por Diego Lopes

Colunista de notícias dedicado a TV e famoso, curiosidsdes, humor, relacionamentos, saúde e culinária.