Esposa de negro espancado no Carrefour conta o seu desespero ao ver marido morrer na sua frente: “Ele pediu ajuda”

O marido de Milena foi morto por seguranças no Carrefour.

Nesta quinta-feira, dia 19 de novembro, a morte de um homem negro dentro de um supermercado da Rede Carrefour está causando grande repercussão e revoltando muitos internautas, que pedem por justiça. A vítima foi identificada pelo nome de João Alberto Silveira de Freitas, 40 anos. Ele foi espancado até a morte por dois homens brancos, sendo que um deles era policial e o outro era segurança do mercado.

A causa da morte de João teria sido um desentendimento que ocorreu entre ele e uma funcionária. A funcionária chamou um segurança e ele foi levado para fora do estabelecimento, onde ocorreu as agressões que causaram sua morte. O vídeo do momento circula nas redes sociais e está causando muita indignação.

A mulher da vítima, Milena Borges Alves, de 43 anos, comentou que está muito triste e que seu marido chegou a pedir ajuda para ela. Contudo, ao tentar auxiliar, ela foi empurrada pelos seguranças.

Ela contou que tudo ocorreu quando estava pagando no caixa. Quando chegou, seu marido já estava imobilizado. Milena comentou que seu marido era um homem brincalhão e que teria feito um gesto com a mão.

O caso aconteceu na cidade de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul.

O Carrefour publicou uma nota lamentando o acontecimento e avisou que encerrou os contratos com a empresa terceirizada de segurança. A Polícia Militar também publicou uma nota repudiando a situação.

Escrito por Juliana Gomes De Souza

Colunista de notícias sobre diversos assuntos. Apaixonada por literatura e a arte da escrita. Escrevo sobre tudo que envolve o mundo do entretenimento, além de falar das principais noticias sobre o dia a dia.