Fotos: comoção e revolta marcaram o enterro de pequena Ketellen, vítima de bala perdida no RJ

Mais uma família chora a morte de uma criança que teve a vida ceifada pela violência na 'cidade maravilhosa'.

Uma disputa pelo espaço para venda de drogas, esta é a principal linha de investigação da Polícia Civil, do Rio de Janeiro, no caso do assassinato de Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes, de apenas 5 anos de idade que foi vítima de uma bala perdida no caminho da escola, na tarde da última terça-feira (12), em Realengo.

O caso comoveu o Brasil, a garotinha mesmo ferida chegou a pedir para que a mãe não chorasse, ela foi socorrida e levada para o hospital, mas infelizmente o ferimento causou uma grande perda de sangue e ela não resistiu; saiba mais.

Fotos: comoção e revolta marcaram o enterro de pequena Ketellen, vítima de bala perdida no RJ

Durante o embate que aconteceu na Praça da Cohab, em frente a escola onde a menina estudava, o adolescente Davi Gabriel Martins do Nascimento, de 17 anos, foi alvejado e morreu no local.

Na tarde desta quinta-feira (14), Ketellen foi sepultada no Cemitério do Murundu, em Realengo, cerca de 100 pessoas acompanharam o cortejo fúnebre debaixo de muita chuva. Tristeza, choro e muita revolta diante de mais uma vítima inocente da guerra velada que acontece há décadas no Rio de Janeiro.

Augusto Alves de Oliveira, pai de Ketellen carregou o caixão durante todo o trajeto entre a capela e a sepultura, visivelmente abalado ele chorava copiosamente. Amparada por amigos e parentes a mãe da menina usava uma camiseta com os dizeres: “Keke, nós te amamos”.

Minutos antes da garotinha ser enterrada, uma tia de Ketellen fez um desabafo emocionado a respeito da insegurança e do pouco caso das autoridades em relação a vida da população que vive em meio ao fogo cruzado: “Onde está o presidente? Onde está o governador?” Confira as fotos do adeus a garotinha:

 Crianças vítimas de bala perdida no RJ em 2019

Vale ressaltar que Ketellen é a sexta criança morta vítima de bala perdida no Rio de Janeiro somente neste ano de 2019, foram elas: Ágatha Félix, de 8 anos (vítima de uma bala perdida no Alemão), Kauê dos Santos, de 12 anos (baleado durante operação policial no Chapadão), Kauê Rozário, de 11 anos (atingido por bala perdida na Vila Aliança), Kauan Peixoto, de 12 anos (morto durante um confronto entre policiais e bandido na favela da Chatuba, em Mesquita) e Jenifer Gomes, de 11 anos (baleada em Triagem).

 

Escrito por Fabí Batista Stos

Trabalho há 11 anos como colunista de notícias, especializada em TV e Famosos, curiosidades, relacionamento, culinária, entretenimento, lazer, saúde e universo feminino.