Garoto de 3 anos tem órgão genital amputado durante cirurgia simples em Minas Gerais

O pai do menino ficou espantado levantar o curativo e ver que não tinha nada ali

Em Minas Gerais uma notícia assustou a população, uma criança de apenas três anos entrou em uma sala de cirurgia para fazer algo aparentemente simples e saiu com graves consequências.

Em Malacacheta, uma cirurgia foi realizada no dia 16 de setembro com o Dr Pedro Guedes Abrantes, mas a criança teve seu órgão genital amputado, muitas pessoas dizem que o médico cirurgião não estava passando bem no dia do ocorrido já que ele acabou falecendo dois dias após quando sofreu um infarto.

A avó estava com o garoto durante a cirurgia os pais estavam atarefados e até fora da cidade, por se tratar de algo relativamente simples como a retirada de fimose ninguém se preocupou tanto. Albert Rocha o pai do menino viu algumas horas após a cirurgia que algo estava errado e resolveu levantar o curativo que estava na criança vendo então que não tinha mais o órgão genital.

 “Quando eu tirei a gaze não vi nenhum pênis visível, só uma pontinha. Eu fiquei maluco, cai no chão, fiquei chocado. Eu não conseguia me mover, precisei ser amparado pelos enfermeiros. O médico então me garantiu que estava tudo normal, ele me disse que tinha removido apenas a pele excessiva e que o pênis dele iria reaparecer em 10 dias. Eu fiquei enojado com a resposta, eles me trataram como se eu fosse um idiota. Eu perdi totalmente a confiança na equipe médica. Eu sabia só pelo choro do meu filho, pelo jeito que ele estava que estava sofrendo”, relatou o pai.

Os pais do menino imediatamente levaram ele para um outro hospital para que pudesse ser tratado, e foi constatado uma amputação parcial do membro, e laceração grave.

 

 “amputação parcial inadvertida do pênis, laceração da pele do prepúcio com corpos cavernosos abertos e sangrantes, uretra pervea, hematoma moderado da bolsa escrotal e base do pênis” segundo o laudo médico.

A família está processando o médico e hospital, mas devido ao falecimento do mesmo caso seja constatado que apenas ele foi o culpado a família não vai conseguir ganhar nada com o processo, a prefeitura ressarciu financeiramente pelos gastos oriundos a criança precisará passar por uma reconstrução, alem da cirurgia já realizada para que ele pudesse fazer xixi sem sonda.

 

 

Escrito por Julia Carolina

Gosto de transmitir notícias verídicas de forma simples, tenho também como principais temas, artigos voltados ao publico feminino e curiosidades em geral.