Gradiente move nova ação contra Apple

As marcas devem ter medidas de proteção para evitar a introdução de erros no consumidor final.

Apple é novamente levada à justiça no STF pela Gradiente ao direito do uso da marca iPhone.

A IGBEletrônica (anteriormente Gradiente) perdeu o direito exclusivo de usar a marca iPhone no Brasil e entrou com uma ação contra a Apple no STF.

O ex-Gradiente (agora IGB Eletrônica) voltou à disputar no Brasil a marca iPhone e, após ser derrotado pela Apple em 2018, o caso foi levado ao Supremo Tribunal Federal. Atualmente, a empresa está em recuperação judicial e solicitou o registro da marca “G Gradiente iphone” em 2000, mas perdeu seu direito exclusivo de usá-la.
Um apelo especial com um recurso intermediário foi apresentado ao STF no final de abril, incluindo os protagonistas do IGB (gradiente) e da Apple. O julgamento também intimou o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).
iPhone tem marca disputada por Gradiente e Apple
Lembre-se do que aconteceu: A marca “G Gradiente iphone” foi pedida para ser registrada em 2000 e foi concedida pelo INPI somente em 2008, onde o iPhone da Apple já era comercializado. A Apple tentou eliminar o registro de marca em 2013, e as duas empresas entraram em processo judicial.

Escrito por News Report

Colunista de notícias, visando levar a informação à leitores diversos, através da internet, mídias sociais, redator de plataforma em diversos assuntos.