Lágrimas e despedidas: corpo de homem espancado e morto no Carrefour é velado em Porto Alegre

João Alberto tinha 40 anos, ele foi agredido por dois seguranças em um supermercado na capital do Rio Grande do Sul.

Está sendo realizado na manhã deste sábado (21), o velório de João Alberto Silveira Freitas, o homem negro que foi espancado por dois seguranças em uma loja do Carrefour em Porto Alegre e acabou vindo a óbito.

O velório é no cemitério São João, zona norte de Porto Alegre e poderá contar com a presença de poucas pessoas por causa da pandemia da Covid-19. O enterro está marcado para daqui a pouco.

A polícia está investigando o caso, mas informou que João Alberto fez um gesto para uma funcionária do supermercado e por isso ela acionou o segurança que trabalhava no local.

Beto, como era conhecido pelos familiares e amigos, foi agredido por dois homens e recebeu primeiro alguns socos, depois foi derrubado e continuou apanhando por quase 5 minutos. Uma unidade do Samu chegou a ser enviada ao local, mas já era tarde demais.

No velório de João Alberto Silveira Freitas, os familiares e amigos se despedem em meio às lágrimas e ninguém ainda conseguiu entender o que aconteceu, pois Beto era uma pessoa cheia de sonhos e perdeu a vida ao ir a um supermercado com a esposa.

Em várias cidades foram realizados protestos na noite de ontem, inclusive alguns acabaram destruindo supermercados do Carrefour, em São Paulo houve um princípio de incêndio em uma das unidades da empresa. A família espera que a Justiça seja feita e que os culpados paguem pelo crime.

 

Escrito por Russel Morais

Escrevo notícias sobre o mundo dos famosos, os últimos acontecimentos do Brasil e no mundo, além de curiosidades, dicas, economia, tecnologia.