Luto: Reinaldo, príncipe do pagode perde a vida aos 65 anos e famosos lamentam

Dudu Nobre, Ivo Meireles, Mumuzinho e outros sambistas lamentaram a perda do cantor

Reinaldo é um cantor muito famoso. Ele é conhecido como o príncipe do pagode. Para a tristeza de sua família, amigos e fãs o talentoso cantor faleceu nas primeiras horas desta segunda-feira.

O sambista Arlindinho fez a confirmação do ocorrido através de uma postagem em seu perfil pessoal no Instagram.

Em sua publicação Arlindinho escreveu:

“Ainda sem acreditar, mas não vou sofrer pois sei que descansou em paz! EU TE AMO meu ídolo, descanse em paz.

Os sambistas Ivo Meireles, Mumuzinho, Salgadinho e Dudu nobre também lamentaram o falecimento do príncipe do pagode.

Ivo Meireles publicou um vídeo em seu Instagram que acabou gerando grande repercussão. Os fãs do cantor usaram o espaço na web para dar o último adeus a Reinaldo.

Já o cantor Mumuzinho fez também uma postagem e colocou a seguinte legenda:

“Descanse em paz nosso eterno principe do pagode Reinaldo. Que dia triste pro nosso Samba e pra música brasileira! Seu legado será pra sempre lembrado! 🙏🏿💔 Que Deus conforte o coração de todos os familiares.”

Já o cantor Dudu Nobre postou uma mensagem agradecendo Reinaldo por tudo que fez pelo samba do Brasil.

O cantor Reinaldo completou 65 anos no último dia 9 deste mês de novembro. O cantor estava trabalhando de forma ativa e seguia de forma coerente toda a sua agenda de shows.

O príncipe do pagode é natural do Rio de Janeiro. Reinaldo nasceu no bairro de Cavalcanti que fica localizado na Zona Norte do Rio.

Até o começo da década de 1980 ele trabalhou como bancário. Posteriormente ele abandonou o emprego para se dedicar completamente ao pagode.

Na cidade de São Paulo, o carioca foi um dos pioneiros por divulgar esse lindo gênero musical.

Entre os maiores hits de Reinaldo está a música Retrato Cantado de Um Amor e muitas outras canções.

 

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.