“Macaca”: participante da Fazenda sofre racismo e Record se pronuncia e toma providências

A participante Sabrina Paiva ouviu um "senta logo aí, macaca" vindo "das paredes" antes de o programa ir ao ar na última terça-feira.

O reality rural ” A fazenda 11″, coleciona uma lista enorme de polêmicas nesta edição, e dessa vez, o caso poderá  ser considerado como um crime.

Tudo aconteceu, na noite de terça-feira, dia 05 de outubro, antes do início da prova do fazendeiro, na RecordTV.

A prova deu a Miss Sabrina Paiva, o título de fazendeira da semana no confinamento, mas um fato lamentável a deixou perturbada.

Isso porque a Miss, garantiu que escutou  uma ofensa racista de alguém da produção, minutos após a morena relatar o ocorrido, o vídeo provando o ocorrido começou a circular nas redes sociais, publicado por alguns internautas. ‘Senta aí, macaco’, dizia alguém da produção.

Sabrina disse a Andréa Nóbrega e Hariany que se levantou e foi até a cozinha pegar um copo com água, quando ouviu uma voz vinda do “vidro” que disse em bom tom; “senta aí, macaco”.

Na manhã desta sexta-feira, dia 06 de outubro, a assessoria de comunicação e impressa da emissora de televisão, a “Record TV “, emitiu nota se pronunciando sobre o caso de racismo ocorrido na noite anterior, na exibição da 11ª edição do reality “A Fazenda”.

Tudo aconteceu, na noite de terça-feira, dia 05 de outubro, antes do início da prova do fazendeiro, quando a participante Sabrina de Paiva, disse ter ouvido alguém da produção chamando-a de ‘macaca’.

A Comunicação do canal de TV admitiu ser verdadeira a declaração da participante, e informou que autor do comentário foi demitido.

Os gestores da RecordTV, disse ainda que repudia veementemente qualquer atitude preconceituosa, não aceitando conduta como esta em sua empresa e pediu desculpas em nome da emissora.

A assessoria disse ainda que a vitima atingida pela ofensa verbal fica livre, caso queira levar o caso adiante, recorrendo à Lei numa ação judicial contra o agressor.

Encerrando a nota de esclarecimento, representantes da emissora revelou que o comentário foi feito por um operador de câmera, que estava posicionado atrás de um dos espelhos da sala e que após ser identificado, a produtora “Teleimage” que contratou o rapaz, rompeu o contrato  profissional.

Escrito por Redatora Rn

Escritora desde 2012, antenada nas redes sociais, por dentro das novidades. Sempre estudando e buscando o melhor para transmitir nas mídias.