Mãe se descuida e criança de 2 anos desaparece, polícia é acionada e consegue encontrá-lo seguindo algumas pegadas

Mãe de desespera ao se dar conta que seu bebê de 2 anos desapareceu.

William Odom, uma criança de apenas dois anos de idade, desapareceu durante uma manhã sem deixar nenhuma pista. Chelsea Nobel, a mãe do bebê, contou à polícia que o filho quando desapareceu estava usando somente uma fralda.

Sem saber ao certo para qual direção a criança tinha seguido as autoridades do Condado de Harrison (Mississippi, EUA), conduziu para o local cães farejadores e helicóptero para ajudar nas buscas. A equipe de resgate também contou com ajuda de quadriciclo do departamento de Pesca e Parques da Vida Selvagem do Mississippi, que saíram em busca pela vizinhança, uma área predominante rural.

Além do suporte da equipe, alguns voluntários e pessoas que moram no bairro, solidarizaram com a dor da mãe do garoto e se juntaram as buscas com a polícia, vasculhando toda mata.

Entretanto, apesar de toda dedicação dos voluntários e da equipe de Resgate, William ainda não havia sido encontrado. As horas foram passando, e as preocupações começaram a aumentar, foi aí que a polícia encontrou algumas pegadas que poderia ser do menino, que seguia em direção a mata.

Acontece que algo chamou a atenção das autoridades, bem ao lado das pegadas do bebê, também havia marcas de patas de um cachorro. A equipe caminhou em direção das pegadas, e William foi finalmente encontrado, graças à ajuda de um cachorro.

O menino entrou na mata e foi se perdendo dentro dela. Como crianças são ligadas a som, ele escutou um barulho de buzina que vinha de uma caminhonete e foi seguindo até a direção do veículo e acabou se trancando dentro dele.

O Xerife Troy Peterson, contou em entrevista que o dono do veículo foi até a caminhonete e precisou forçar a janela para conseguir abrir e tirar o menino de dentro dela. De acordo, com informações da Polícia, a criança estava dormindo no momento do resgate.

As pegadas eram de uma cachorra que foi batizada pela polícia de Jezebel a heroína. Toda pegada que foi encontrado da criança estava acompanhada do animal, a cachorra permaneceu ao lado da criança o tempo todo. Quando William foi encontrado, o animal estava circulando a caminhonete e arranhando as portas.

Segundo informações da Polícia, se não fosse o animal talvez a criança nunca tivesse sido encontrado, já que tinha somente dois anos de idade e não sabia falar, e provavelmente tinha autismo.

Assista ao vídeo:

 

Via: apost.com

Escrito por Redatora Cs

Escrevo vários tipos de conteúdo, mas gosto muito de escrever notícias sobre famosos, histórias de superação e testemunhos.