Maisa revela ter ficado 15 dias sem fazer cocô; saiba qual a frequência ideal

Durante uma conversa com uma fã a apresentadora Maisa revelou ter ficado mais de 2 semanas sem fazer o número dois, confira

Neste último final de semana a famosa Maisa Silva abalou as redes sociais após revelar que ficou durante 15 dias sem fazer o glorioso número dois. No começo do ano a apresentadora teria revelado que sofria bastante com a prisão de ventre e utilizou o Twitter para tal revelação.

A revelação aconteceu durante um bate papo com uma de suas seguidoras. A fã explicou que seu intestino ficou mais regrado depois que ela se tornou vegetariana.

Desabafou logo em seguida que em determinadas semanas ficou 4 dias sem fazer o número dois. Maisa logo em seguida respondeu surpreendendo a todos que já passou mais de 2 semanas sem fazer tal coisa.

Muitos se perguntam se existe uma frequência correta para fazer cocô e a resposta é ‘sim’. Na opinião dos médicos existe um consenso que diz que a pessoa deve ir ao banheiro cerca de 3 vezes na semana.

É fato que nem todas as pessoas vão ao banheiro 3 vezes durante a semana e este não é um padrão a ser seguido. Não existe problema em ir 1 ou 2 vezes.

Ricardo Barbuti, gastroenterologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, falou sobre as idas ao banheiro e ressaltou a importância do sentimento de ‘satisfação’. Para ele não importa se a pessoa vai 1 vez ao dia ou 1 vez na semana.

O que importa de verdade é a pessoa se sentir verdadeiramente satisfeita. Sentir que o intestino foi esvaziado completamente.

O especialista aproveitou a oportunidade para lembrar uma coisa que muitas pessoas podem não ter conhecimento. A ida ao banheiro precisa ser fácil e indolor.

Ricardo explica que a forma como o número 2 acontece é de vital importância. Não adianta nada uma pessoa ir ao banheiro todos os dias e fazer muita força para sair alguma coisa.

Quando as fezes saem duras e ressecadas ou a pessoa não sente aquela satisfação, ela já pode ser considera constipada. A Federação Brasileira de Gastroenterologia afirma que a constipação intestinal atinge 20% da população mundial.

Matheus Franco, gastroenterologista da Endoscopia do Hospital Sírio-Libanês em Brasília, falou sobre a constipação intestinal e apontou um dos possíveis fatores. Segundo ele, a dieta tem uma vital importância para evitar ou ocasionar a constipação.

 

Via: uol.com.br

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.