Mensagens reveladoras são divulgadas e trecho chama atenção; Henry desejou que a mãe ‘fosse para o céu’ para ele morar com os avôs

As conversas foram divulgadas.

O caso do menino Henry Borel continua a gerar muitos comentários. A grande maioria quer entender o que aconteceu com o garoto de apenas 4 anos de idade que chegou ao hospital já sem os seus sinais vitais. Os seus últimos momentos foram passados ao lado da mãe, Monique Medeiros, e do vereador e médico, Jairo Souza, mais conhecido como Dr. Jairinho.

Após extensa investigação por parte das autoridades, foi anunciado a prisão de Monique e Jairinho. Os dois são acusados de estarem atrapalhando o andamento do caso e de terem ameaçado testemunhas. Com isso, estão em prisão preventiva.

E de acordo com o delegado responsável pelo o caso, Henrique Damasceno, não existem dúvidas sobre a autoria do crime. Jairinho teria matado Henry e Monique teria agido de maneira completamente omissa.

Antes da morte de Henry acontecer, conversas reveladoras foram expostas, trocadas entre Monique e sua prima. Estas conversas foram essenciais para a prisão da mãe e do vereador. A prima de Monique é formada em pediatria.

Na conversa, ela relata como o menino está se sentindo e indica que ele chegou a vomitar e tremer, apenas por ver Jairinho.

Em outro trecho, é dito que Henry desejou a morte da mãe, pedindo para que ela fosse para o ‘céu’, apenas para ela poder viver com os avôs.

Monique ainda disse que o seu filho tinha pesadelos de maneira constante, se recusava a ficar sozinho e que não estava se relacionando bem. Todos estes comportamentos indicavam que alguma coisa estava acontecendo na casa da família.

Confira abaixo a conversa:

 

Escrito por Juliana Gomes De Souza

Colunista de notícias sobre diversos assuntos. Apaixonada por literatura e a arte da escrita. Escrevo sobre tudo que envolve o mundo do entretenimento, além de falar das principais noticias sobre o dia a dia.