“Minha ansiedade não é uma escolha Pare de dizer para eu me acalmar!”

"Pare de me pedir para ter controle sobre a ansiedade!"

As pessoas tinham que entender como é estar ansioso diariamente. Até parece algo que controlamos quando queremos, mas vai além do que imaginamos, parece que conseguimos controlar perfeitamente tudo de ruim que acontece deixando os sentimentos maus para trás, mas eles nos consomem por dentro e por fora tirando tudo que temos de bom e nos deixando solitários.

Perdão por não fazer conforme você esperava e deixar sua positividade para outro lado, mas estar ansioso não é algo que eu escolho, não é uma coisa que tem um botão e eu posso desligar quando quiser igual uma televisão quando não estou me sentindo bem.

Não dá para fazer uma reserva de toda essa sensação e utilizá-la nos dias específicos só porque precisamos, seria perfeito se acontecesse isso, mas vai muito além do que as pessoas pensam. A realidade é outra.

Estar ansioso é ter uma vida que parece ser de outra pessoa, estar mal e não conseguir muda-la, ter sensações horríveis e não conseguir fazer nada que traga mudança, é estar fraco e não encontrar forças dentro de si para mudar tudo.

Isso é algo que acontece quase sempre, tem alguns momentos que se parece estar distante de nós, algumas vezes ainda pensamos que superamos, que estamos livres do que nos atormentava 24h por dia, deixa a gente longe da gente mesmo, até que o momento de liberdade chega ao fim, e quando a ansiedade volta ela suga tuda a sensação boa que criamos durante o momento anterior.

Ao estar ansioso, não temos mais a direção de nossa própria vida, não sentimos estar escolhendo algo por nós mesmos, a alegria parece que foi colocada na mão de alguém que nos faz de marionete. Até onde eu conheço, não existe saída para isso .

Cada dia que passa nos deparamos com uma série de problemas e ter que ouvir alguém dizer que é preciso de acalmar ou estar tranquilo nos fere mais ainda.

A ansiedade não deve ser levada só como descontrole ou desejo de estar na pior.

Apenas pelo motivo dela agir mais dentro de nós do que fora, não quer dizer que não seja um problema grande o bastante ou que nós podemos resolver apenas mudando nossas ações. Um braço fraturado não melhora com riso, e assim é com estar ansioso também.

Portanto na minha opinião devemos ter muito mais cuidado ao lidar com pessoas nessa situação. Realmente não temos nem menção de tamanha dor dessa pessoa.

Essa doença não é uma coisa que nós podemos pensar como seja, ter uma ideia e etc…

Se a resolução estivesse tão óbvia como estar mais alegre, querer viver melhor, todos os ansiosos seriam rapidamente curados, porque eles não gostam de viver nisso!

Pena que não é tão fácil e se quer ajudar alguém que sofre com esse problema e não consegue se libertar, apenas o respeite e esteja a disposição quando ela precisar, já vai ajudar bastante!

Escrito por Diego Lopes

Colunista de notícias dedicado a TV e famoso, curiosidsdes, humor, relacionamentos, saúde e culinária.