Moça descobre que sua irmã foi assassinada em Guiana Francesa depois de enviar fotografia de festa e receber uma ligação de desconhecida relatando o crime

Romenia Brito foi assassinada aos 28 anos de idade em uma vila. Familiares da falecida atualmente busca socorro para repatriar o corpo da moça e encaminhar filhos dela para Tocantins.

A moradora de Tocantins chamada Romenia Brito, foi assassinada aos 28 anos e a facadas, em uma vila localizada nas margens do rio Lawa, pela divisa de Suriname com Guiana Francesa. De acordo com a polícia, até o momento o principal suspeito pelo crime é Aimar Lopes de Souza, esposo da vítima.

Os familiares de Romenia moram em Buriti do Tocantins, localizado na região de Bico do Papagaio. A irmã da assassinada, Holando Brito Reis de apenas 26 anos, revelou que teria ficado sabendo do ocorrido no começo da manhã da última segunda-feira,23 de novembro; quando tentava entrar em contato Romenia pelo celular.

De acordo com Holando, ela teria ficado sabendo do assassinato de sua irmã após mandar uma foto para seu celular. Pouco tempo depois, teria recebido uma chamada de uma desconhecida relatando todo o crime.

Ela conta que lá em seu município, vem tendo um festejo e eles fotografaram com o padre que chegou a batizar ambas quando eram crianças. Ela relata que mandou a imagem por cerca das 6 horas e 40 minutos e visto que seu status estava online hora antes; a menina estranhou o ato, já que Romenia tinha o costume de ficar acordada até tarde.

Os familiares estão na tentativa de repatriar o corpo e os 2 filhos da falecida, com o destino de chegar em Tocantins. A brasileira tem outro filho, que reside no Brasil. O crime ocorreu no decorrer da madrugada e um de seus filhos, de 10 anos, chegou a presenciá-lo. O marido de Romenia foi detido pela polícia como o maior suspeito.

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.