Moradora, conta que esteve frente a frente com Lázaro Barbosa, horas antes do tiroteio:”Entrei em pânico”

Lázaro, continua fugindo das autoridades, e torturando por onde passa.

Lázaro, continua fugindo das autoridades, e torturando por onde passa. O caso que se tornou assunto do momento, o criminoso está em fuga há aproximadamente dez dias, e causa terror por onde passa.

Uma mulher de trinta e nove anos, no qual a identidade não foi revelada, relatou que passou por momentos de muito desespero, logo após ter estado frente a frente, com o suspeito.

Ela conta que reconheceu Lázaro Barbosa, como o principal autor de uma chacina, que ocorreu em Ceilândia. A mulher, num vídeo no qual não é possível apresentar, ela destacou que conheceu o suspeito após ter visualizado a cicatriz que ele tinha no rosto.

“Eu o vi cara a cara”, palavras ditas por ela, e conta ainda que ela entrou em pânico. A mulher, no qual preferiu se manter anônima para sua segurança, contou que nessa momento tinha saído da sua residência para dar um passeio com o seu animal de estimação (a sua cadela), próximo da casa, num terreno baldio.

Ela reside no bairro Itamar 2, em Cocalzinho de Goiás, quando se manteve frente a frente com o fugitivo. Ás autoridades, ela deu todos os detalhes onde o fugitivo estava, mas logo após, surgiu um tiroteio no local.

Ela ressaltou, que com tantos agentes rondando o local, pensou que ele já não se encontrasse tão perto. Ela destacou ainda, que quando viu o suspeito, ela pensou que se tratava de alguém que iria trabalhar, então não se preocupou. Mas quando ele se virou de frente para ela, ela conta que o reconheceu na hora, pela marca que ele possui no rosto. Ela destaca que naquele momento, apenas pegou na sua cachorra e foi correndo dali.

Ainda segundo ela, depois de ter estado frente a frente com o assassino, ela conta que ele correu na direção de uma mata. As autoridades logo após o alerta, deram início às buscas nas às proximidades.

Ela descreveu Lázaro, como ele se apresenta nas fotos que estão distribuídas, para localizar o seu paradeiro. De acordo com ela, ele estava parecido às fotos, um bigodinho, uma blusa, uma bermuda e chinelo, destaca.

Ela disse ainda que os agentes, mostraram um pouco de pano que localizaram na mata. No qual ela destacou, que o tecido era idêntico ao da camiseta que ele estava usando no momento.

Escrito por Hosana Oliveira

Redatora de notícias do meio cristão e atualidades da nossa sociedade. Buscando trazer sempre o melhor conteúdo para nossos leitores.