Morre paciente com 300 quilos que por 5 dias em colchão no chão, aguardou vaga em UTI

O homem foi transferido neste último sábado para o Hospital Giselda Trigueiro, após ficar no chão esperando por uma vaga.

Morreu na manhã de ontem o paciente Carlos Alberto Félix da Silva, ele pesava cerca de 300 quilos e ficou cinco dias em um colchão no chão, aguardando vaga na UTI.

Carlos foi levado para o hospital Giselda Trigueiro, que fica em Natal, o paciente sofreu duas paradas cardiorrespiratórias e foi reanimado pela equipe médica, mas na terceira ele veio a óbito.

André Prudente, diretor do hospital Giselda Trigueiro, disse que ao menos no final da vida de Carlos ele teve um pouco de dignidade, pois recebeu atenção e cuidado, mas infelizmente o caso era grave e ele acabou falecendo.

O paciente sofria com insuficiência cardíaca e também rabdomiólise, responsável por degradar o tecido muscular, o que resulta na liberação de uma proteína que afeta o sangue. Chegaram a suspeitar que Carlos estava com Covid-19, mas o exame resultou negativo.

Quando foi levado para uma unidade de saúde, ele ficou em um colchão no chão, pois não havia uma cama que suportasse seu peso. A direção do Hospital Regional de João Câmara garantiu que foi feito tudo que estava ao alcance para deixar o paciente o ‘mais cômodo possível’.

A família de Carlos entrou na Justiça e finalmente conseguiu uma vaga na UTI, em um hospital na cidade de Natal, então ele foi transferido durante a madrugada deste último sábado (28), mas acabou vindo a óbito, deixando familiares e amigos arrasados.

 

Escrito por Russel Morais

Escrevo notícias sobre o mundo dos famosos, os últimos acontecimentos do Brasil e no mundo, além de curiosidades, dicas, economia, tecnologia.