Pai sofre mal súbito ao descobrir que filho de 9 anos furtou notebooks e vandalizou posto de saúde em SP

Pai se desespera ao saber que filho participou de um furto.

Um caso triste que culminou com a descoberta de um pai que seu filho de apenas 9 anos de idade junto com um outro garoto de 10 anos foram os responsáveis por um furto seguido de vandalismo de atos de vandalismo em um posto de saúde localizado na cidade de Monte Alto, localizada no interior de São Paulo.

De acordo com o portal de notícias online, ‘G1’, a invasão do local aconteceu no domingo (17), porém os funcionários só descobriram o que aconteceu na manhã de segunda-feira (18), ao chegarem no posto de saúde para trabalhar; saiba mais.

Pai sofre mal súbito ao descobrir que filho de 9 anos furtou notebooks e vandalizou posto de saúde em SP

As duas crianças que invadiram o posto de saúde moram em frente ao local e foram os vizinhos que os denunciaram. As crianças quebraram uma das janelas do posto de saúde para invadir o local. Eles espalharam alimentos e material de escritório pelo chão, retiraram frascos de insulina do refrigerador que precisaram ser descartados, informou o chefe da Guarda Civil Municipal, Antônio Mauro Miranda.

“Eles fizeram bastante bagunça, jogaram alimentos no chão, café, mexeram na geladeira. Nada que quebrasse, mas fizeram uma arruaça grande ali. A família se comprometeu a ressarcir o município. Não houve a necessidade de suspender o atendimento”, afirmou.

Durante a investigação, quando uma das crianças confessou que furtou o notebook, seu pai teve um mal súbito e precisou ser socorrido.  O serviço de Atendimento Móvel Urgência (SAMU) e levada para o Pronto-Socorro, onde foi atendido, medicado e liberado.

Até para o GCM Antônio Miranda, a idade dos garotos foi uma surpresa, eles acreditavam que mais uma vez tratava-se da invasão de adultos.

“Tínhamos certeza que iríamos encontrar marmanjos, que é o que acontece normalmente. Esse caso não tinha nada a ver, foi bem atípico, eles foram fazer arte de criança mesmo. Conversaram entre eles e resolveram entrar para ver o que tinha”, afirmou.

As crianças e as famílias serão acompanhadas pelo Conselho Tutelar da cidade.

 

Escrito por Fabí Batista Stos

Trabalho há 11 anos como colunista de notícias, especializada em TV e Famosos, curiosidades, relacionamento, culinária, entretenimento, lazer, saúde e universo feminino.