Parente de vítima que morreu em trágico acidente de ônibus revela detalhes arrasadores; Tatuagem e atraso

Parentes das vítimas concederam entrevistas.

Nesta quarta-feira, dia 25 de setembro, o Brasil recebeu a notícia de um trágico acidente de trânsito que ocorreu no interior de São Paulo, na região de Taguaí. O acidente foi considerado o maior do ano de 2020. Ao todo, 41 pessoas morreram. Além disso, doze ficaram gravemente feridas.

De acordo com as informações concedidas pelas autoridades, a causa do acidente foi a batida entre um ônibus e uma caminhonete. No ônibus, a maioria dos passageiros eram trabalhadores que estavam indo até uma indústria têxtil.

O motorista do ônibus chegou a conversar com investigadores e disse que o acidente se deu após ele ter desviado de outro ônibus e com isso, ter atingindo a pista contrária. A caminhonete acabou vindo em sua direção e ele alegou que o freio parou.

As vítimas já foram enterradas. Um parente de uma das vítimas, Elisangela Aparecida de Matos, de 24 anos, conversou com um canal de comunicação e revelou mais detalhes sobre o ocorrido.

O tio de Elisangela disse que só conseguiram reconhecer o corpo por conta de sua tatuagem. Ela tinha feito um símbolo religioso, um terço, recentemente. Além disso, a cor das unhas ajudou no reconhecimento.

A família ainda contou que naquele dia Elisangela acordou atrasada para ir ao trabalho e precisou pegar uma carona para chegar até o ponto de ônibus. Ela apenas conseguiu pegar o ônibus, devido ao veículo também ter se atrasado e passado um pouco mais tarde que o normal.

Escrito por Juliana Gomes De Souza

Colunista de notícias sobre diversos assuntos. Apaixonada por literatura e a arte da escrita. Escrevo sobre tudo que envolve o mundo do entretenimento, além de falar das principais noticias sobre o dia a dia.