Pastor da Assembleia de Deus, perde a luta contra a depressão e tira a própria vida

O aumento do número de suicídios entre pastores é alarmante.

Uma triste notícia abalou o mundo evangélico, um pastor muito querido da Igreja Assembleia de Deus, que vinha lutando há algum tempo contra a depressão, cometeu suicídio neste domingo (5).

De acordo com o portal gospel de notícias online, ‘Guia-me’, o pastor identificado como José de Arimateia Sousa, foi encontrado morto dentro de sua residência neste domingo; saiba mais.

Pastor da Assembleia de Deus, perde a luta contra a depressão e tira a própria vida

Este é mais um triste caso de suicídio envolvendo pastores evangélicos, José de Arimateia era ministro da Assembleia de Deus Ceadema, localizada na cidade de Santa Inês, interior do Maranhão.

Segundo relatos de amigos e familiares, o pastor foi diagnosticado com depressão e se mostrava bastante triste e acabrunhado. Foi a esposa do pastor que encontrou o corpo de José, ela retornava do culto dominical e ao entrar na garagem se deparou com o marido sem vida.

Além da esposa, o pastor da Igreja Assembleia de Deus, deixa um casal de filhos. Não há informações sobre o velório e sepultamento do pastor.

Aumento do suicídio entre pastores acende o alerta

O número de suicídios entre pastores, líderes evangélicos e de seus filhos aumentou consideravelmente nos últimos anos. De acordo com o site ‘Sepal’ não só no Brasil é crescente o número de autoextermínio entre os líderes evangélicos, tal movimento recebeu o nome de “onda de suicídios”.

A credita-se que a causa mais comum que leva os pastores ao suicídio é a depressão. Os quadros depressivos se manifestam associados ao esgotamento físico e emocional, traições ministeriais, baixos salários e até mesmo ao isolamento que lhes é imposto e pela falta de amigos.

Isso acontece, em parte, porque pastores contemporâneos são cobrados como executivos que precisam oferecer resultados numéricos, dar lucro às suas instituições. Caso contrário perdem seus membros, emprego, salário, moradia e sustento da família.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Fabí Batista Stos

Trabalho há 11 anos como colunista de notícias, especializada em TV e Famosos, curiosidades, relacionamento, culinária, entretenimento, lazer, saúde e universo feminino.