Paulo Cupertino, assassino do ator Rafael Miguel e seus pais, comete um novo crime no Paraná e continua foragido

Ele cometeu outro crime.

Paulo Cupertino Matias, de 49 anos, é procurado pela polícia da região de São Paulo. Ele foi o responsável por causar a morte de três pessoas, em um crime que causou repercussão no Brasil. No ano de 2019, ele matou o ator Rafael Miguel e os pais dele.

E recentemente, foi descoberto que ele cometeu um novo crime no Paraná, local onde resolveu se esconder. Paulo Cupertino criou uma identidade falsa, na tentativa de fugir da polícia. Ele usa o nome falso de Manoel Machado da Silva. O documento foi feito no interior do Paraná por um funcionário público da região de Jataizinho.

A fraude foi descoberta nesta segunda-feira, dia 26 de outubro, pela Polícia do Paraná.

Outros documentos falsos foram apresentados e assim se conseguiu a identidade falsificada. O funcionário foi interrogado e alegou que não sabia do caso de Rafael Miguel e não se lembra da data exata em que conversou com o assassino.

Além de ter alterado o seu nome, Paulo modificou sua filiação, trocando os nomes de seus pais e o local de seu nascimento. No novo documento, ele alegou que nasceu em uma cidade do Mato Grosso do Sul. Ele também apareceu com uma barba branca na fotografia de identificação.

O caso continua sendo investigado pelas autoridades.

Paulo atirou treze vezes contra Rafael Miguel, 22 anos, João Alcisio Miguel, 52 anos e Miriam Selma Miguel, de 50 anos. O motivo do crime foi que o ator mantinha um relacionamento com sua filha, Isabel Tibcherani. O empresário não aceitava a relação.

Escrito por Juliana Gomes De Souza

Colunista de notícias sobre diversos assuntos. Apaixonada por literatura e a arte da escrita. Escrevo sobre tudo que envolve o mundo do entretenimento, além de falar das principais noticias sobre o dia a dia.