Polícia encontra diário da menina que faleceu castigada com jejum e conteúdo é de cortar o coração

Menina que faleceu por desnutrição em jejum em Ubatuba era obrigada a dormir no chão

O caso da criança de apenas 11 anos de idade, que faleceu por desnutrição, por seu obriga pela própria mãe e padastro a manter uma rotina de jejum e exercício causou revolta geral.
De acordo com a Polícia Civil de SP, o padastro da menina a colocava de castigo por qualquer ‘erro’ cometido, o delegado Dr. Ricardo Memede, afirmou que segundo apurado nos depoimentos e investigações,
A menina morava com a mãe, o padastro e um irmão de oito anos, em Ubatuba, na grande São Paulo.
Ao prender a mulher e seu companheiro, os policiais também fizeram a revista na residência do casal, e encontrou o diário da vitima, onde ela descrevia sua triste história de vida e rotina,sendo obrigada a orar de joelhos e jejuar, além de fazer atividade física mesmo estando com sede e fome.
“Com as buscas, encontramos o diário relatando a rotina, que era jejuar, orar e fazer exercícios frequentes. Flexão, abdominal e mesmo sem alimento, ela era obrigada a fazer exercícios”, disse o delegado.
Ainda segundo as informações do chefe de polícia, o padastro determinava os castigos e a mãe nada fazia para impedir, pelo contrário, a pré-adolescente chegou a ficar 5 meses em jejum, tomando somente água e implorou pedindo à mãe que lhe desse comida por não suportar mais, mas a mãe negou.
“[em depoimento] O padrasto continuou afirmando que ela teria falecido em virtude de anemia e não se culpava por aquilo e afirma até hoje que faria de novo. Que ele acredita que a purificação só venha através de jejum. Mas a mãe, após ser confrontada com todas essas provas, ela decidiu revelar a verdade e contou detalhadamente tudo”, contou o delegado.
A menina chegou ao pronto socorro sem sinais de vida, com palidez e desnutrição, pela situação que estava, os profissionais da saúde desconfiaram e chamaram a polícia.
O caso continua causando polvorosa entre os internautas, como também  comoção e  recolta nacional, a grande mídia e redes sociais denunciam esse casos para que os culpados não fiquem impunes e a justiça seja feita.
Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe entre seus amigos em sua rede social.

Escrito por Redatora Rn

Escritora desde 2012, antenada nas redes sociais, por dentro das novidades. Sempre estudando e buscando o melhor para transmitir nas mídias.