Quebra-pau entre Carlos Bolsonaro e Marielle Franco vem à tona, polícia tem nova linha de investigação e #TicTacCarluxo tomba a web

Polícia Civil investiga suposta participação de Carlos Bolsonaro na morte de Marielle.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando a suposta ligação do vereador Carlos Bolsonaro (PSL – RJ), na execução da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista Anderson, o crime que abalou o Brasil e teve uma enorme repercussão internacional aconteceu em março de 2018, na cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com o colunista Kennedy Alencar, da Rádio CBN, nos bastidores das investigações o nome de Carlos aparece em várias circunstâncias que podem indicar o suposto envolvimento do filho do presidente Jair Bolsonaro com este crime; saiba mais.

Quebra-pau entre Carlos Bolsonaro e Marielle Franco vem à tona, polícia tem nova linha de investigação e #TicTacCarluxo tomba a web

Ainda segundo o colunista Kenedy Alencar, houve um enorme quebra-pau entre Carlos Bolsonaro e Marielle Franco dentro da Câmara Municipal do Rio de Janeiro com várias testemunhas, já que a discussão foi pública e para quem quisesse ver. Há relatos de que Carlos se recusava a ficar no mesmo ambiente que Marielle, como por exemplo, entrar no mesmo elevador que a vereadora estivesse.

Estas informações foram divulgadas nesta quarta-feira (20), não é a primeira vez que alguém da família Bolsonaro tem seu nome envolvido na investigação da morte de Marielle e seu motorista. Um dos suspeitos de ter participado diretamente da execução, Ronnie  Lessa, que está preso, é morador do Condomínio Vivendas da Barra, o mesmo em que Carlos Bolsonaro mora e que o presidente morava até janeiro deste ano. As investigações apontam que Ronnie, conhecido como assassino profissional no meio da milícia carioca e Carlos Bolsonaro teriam uma relação muito próxima.

Logo após vazar a informação de que Carlos Bolsonaro está supostamente entre os investigados do caso Marielle, a hashtag #TicTacCarluxo virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais, dando a entender que em breve o vereador deverá ser desmascarado, caso realmente tenha participado desta barbárie. Confira:

 

 

Escrito por Fabí Batista Stos

Trabalho há 11 anos como colunista de notícias, especializada em TV e Famosos, curiosidades, relacionamento, culinária, entretenimento, lazer, saúde e universo feminino.