Receitas de “álcool gel caseiro” podem ser tóxicas para quem usa; diz engenheira química

Algumas pessoas têm tentado fabricar a substância a partir dos mais variados produtos

Devido à epidemia do nosso coronavírus e ao fato de que o álcool gel está desaparecendo das prateleiras de farmácias e supermercados, muitas pessoas têm feito uso de alguns ingredientes caseiros para tentar fabricar o seu próprio álcool gel.

De encontro a isso, é possível pontuar que materiais como o gel de cabelo, espessante usado para confeitaria e até mesmo o etanol têm sido usados na confecção do “álcool gel caseiro”.

Ainda que essas receitas estejam ganhando popularidade na internet rapidamente, elas podem ser perigosas.

De acordo com informações do site G1, fazer uso desses produtos fabricados em casa, além de poder não funcionar para limpar corretamente as mãos, também pode trazer malefícios a saúde.

O alerta em questão foi feito por Sandra Villanueva, a coordenadora do curso de engenharia química do Centro Universitário Faces, da cidade de Sorocaba, interior de São Paulo.

De acordo com Villanueva, ainda que esses produtos possuam certificados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não é possível assegurar que eles funcionem a partir do momento em que são misturados um ao outro.

Assim, de acordo com a engenheira, o objetivo de realizar essas misturas seria deixar o álcool comum mais espesso, visto que muitas pessoas têm tentado comprar álcool gel, mas não conseguem encontrar. Entretanto, Sandra Villanueva pontua que isso pode ser perigoso, visto que existe uma recomendação de que o álcool seja usado para a higienização das mãos.

Ainda é válido destacar que as receitas de “álcool gel caseiro” acabam por envolver alguns processos químicos que podem se tornar prejudiciais e até mesmo tóxico para as pessoas. De encontro a isso, é possível citar a mistura contendo etano, considerada a pior entre as que têm circulado pela internet.

 

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.