Saiba como se prevenir contra a infecção urinária

Infecção urinária: pequenas atitudes podem prevenir a condição.

Infecção urinária pode acontecer com qualquer pessoa, mas o conhecimento e a prevenção podem evitar o quadro.

Conhecendo a doença

A infecção no trato urinário pode acontecer na parte inferior (bexiga e uretra) ou superior (rins). Nos rins (pielonefrite), a infecção pode ser simples ou complicada que é quando se tem febre, abscesso ou pedra associada.

Pode ser aguda (quando o quadro começa subitamente), crônica (quando a pedra nos rins é infectada por bactérias) e ainda pode ser de repetição, que é quando os quadros de infecção urinária são rotineiros.

As mulheres são mais suscetíveis do que o homem porque é a uretra é mais curta que a dos homens e se localiza próxima ao ânus, que contém a bactéria Escherichia coli. Essa bactéria, quando tem contato com a vagina, pode colonizar o local e chegar até a uretra e causar uma infecção.

A bactéria também pode atingir a uretra é através de um ambiente úmido. Isso pode acontecer quando se usa calça muito apertada e calcinhas de tecido sintético que não absorva a transpiração ou o corrimento vaginal.

Outra forma de se contrair a bactéria é através do sexo anal sem camisinha, portanto é imprescindível o uso da camisinha durante o ato.

Os sintomas da infecção são dor lombar, febre, apatia e cansaço.

O que fazer para não ter infecção urinária

  • As propriedades antissépticas do cranberry (fruta vermelha também conhecida como oxicoco) podem evitar a infecção;
  • tomar iogurte ou coalhada para que se tenha equilíbrio na flora vaginal;
  • beber muita água (esse é o método mais eficaz), cerca de 2 a 3 litros por dia;
  • não segurar muito a vontade de urinar. Ir ao banheiro pelo menos de 4 em 4 horas.
  • Cuidar da higiene íntima;
  • tratar o corrimento vaginal;
  • usar roupas leves e frouxas
  • usar calcinha de algodão ou outros tecidos de boa absorção de umidade e transpiração

Esses conselhos são dados pelo doutor Alexandre Pupo, que é ginecologista do Hospital Sírio-Libanês, obstetra, membro do corpo clínico do Hospital Albert Einstein.

.

 

Escrito por Telma Myrbach

Colunista de notícias e fatos sobre famosos, entretenimento e o que se relaciona à mulher e seus direitos e deveres, bem como maternidade