Socorrista tenta salvar vítimas em grave acidente e acaba morrendo de forma trágica

Ela tentou salvar duas pessoas presas à ferragem de um caminhão e acabou perdendo a vida.

Cirlene Aparecida de Souza tinha 47 anos e trabalhava como socorrista de uma concessionária, ela morreu na tarde desta terça-feira (01), ao ser esmagada enquanto tentava salvar duas pessoas que se envolveram em um acidente na BR-381, próximo a Brumadinho, em Minas Gerais.

O Corpo de Bombeiros informou que o acidente aconteceu quando uma carreta perdeu o controle, se chocou em um barranco e tombou em seguida. Um homem e uma mulher grávida ficaram presos em meio às ferragens e tiveram que esperar o resgate chegar ao local.

Os profissionais da concessionária chegaram ao local do acidente antes dos militares e resolveram tentar ajudar as vítimas, então utilizaram um guincho para levantar a carreta. Só que a estrutura do veículo acabou caindo sobre a funcionária que morreu na hora.

No final, as duas pessoas que estavam na carreta foram resgatadas com vida e apenas alguns ferimentos, enquanto todos lamentavam a morte da socorrista. A gestante que se encontrava no caminhão, assim como o motorista, foram levados para um hospital na cidade de Betim, região metropolitana de Belo Horizonte.

A empresa onde Cirlene trabalhava divulgou um comunicado e fez questão de destacar que ela morreu ‘enquanto trabalhava em favor da vida’.

Na nota, a empresa informou que todos os colegas de trabalho manifestavam sua solidariedade com os familiares de Cirlene e que daria toda assistência necessária, pois é um momento muito difícil para todos.

 

Escrito por Russel Morais

Escrevo notícias sobre o mundo dos famosos, os últimos acontecimentos do Brasil e no mundo, além de curiosidades, dicas, economia, tecnologia.